Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

COMUNICADO 16

CORTES DO MEIO / A MUDANÇA NECESSÁRIA


COMUNICADO 16

 

À POPULAÇÃO DA FREGUESIA DE CORTES DO MEIO, À IMPRENSA E BLOGOSFERA

 

O Secretariado do PS Cortes do Meio torna pública e solicita a melhor divulgação da presente nota de imprensa:


1 – Os membros da Lista PS, denominada Cortes do Meio, A MUDANÇA NECESSÁRIA, reuniram no passado domingo para definirem as acções de campanha, até ao dia 11 de Outubro e aprovaram:

 

A metodologia para a elaboração do Plano de Acção da Mudança para a Freguesia, mandato 2009/2013;

 

- Dia 17 de Setembro, 18h00, participação no debate da RCC;

 

- Dia 20 de Setembro apresentação pública da lista Cortes do Meio, A Mudança Necessária, com acções de rua e porta a porta em toda a freguesia, com inicio às 9h30, no Largo 25 de Abril, na Bouça, 11h00 Cortes do Meio, 12h30 Cortes de Baixo, 13h00 Ourondinho e à tarde nas Penhas da Saúde;

 

- Dia 25 de Setembro, 20H30 jantar de toda a lista, familiares e apoiantes, na Anil, Covilhã;

 

- De 20 a 30 de Setembro reunião com as associações da freguesia que pretendam receber-nos e partilhar a elaboração do nosso programa;

 

- Dia 4 de Outubro, a partir da 9H30, em toda a freguesia, com acções de rua, e comunicações públicas de grupo, apresentação a toda a população do nosso Programa de Acção para o mandato 2009/2013;

 

- Dia 5 de Outubro, às 18h30, participação no debate da RCB;

 

- De 7 a 9 de Outubro acções múltiplas de sensibilização junto da população.

 

COM O APOIO DA POPULAÇÃO, NO DIA 11 DE OUTUBRO, VAMOS MUDAR E A FREGUESIA FICA A GANHAR.

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

AUTÁRQUICAS 2009 - PS CORTES DO MEIO - COMUNICADO À POPULAÇÃO DA BOUÇA

 

Cortes do Meio

 

COMUNICADO À POPULAÇÃO DA BOUÇA

 

PREZADOS AMIGOS / CONTERRÂNEOS,

 

no passado, na Junta ou nas Associações, com a vossa ajuda, resolvemos problemas fundamentais de infra-estruturas, equipamentos e postos de trabalho na nossa terra (Centro Social/Sede do GDACB, Escola, Polidesportivo, Regadio do Covanacho, Estrada e Electrificação de Bouça Velha, Criámos as 2 equipas de Sapadores Florestais, Serviço Social, Formação Profissional, gabinete de apoio à população, quadro de pessoal na Junta, estrada Cortes/ malhadas/Penhas…).

 

Há coisas que pararam no tempo. Veja-se o exemplo:

Na Electrificação da Bouça Velha poderia e deveria haver iluminação pública e para isso bastaria um ofício/requerimento da Junta, mas durante oito anos não foi capaz de fazer esta coisa tão simples. É por estas e por outras que cá estamos de novo para que, com o vosso apoio, façamos e de imediato:

 

a) A Iluminação pública e a requalificação da estrada da Bouça Velha; b) Praias Fluviais e acessos à ribeira; c) Acabar com o roubo da água na ribeira por parte da ADC/Câmara Municipal da Covilhã apoiada pela actual Junta de Freguesia; d) Requalificar a Escola com Abrigo Jovem e Museu/Observatório da pastorícia e Actividades de montanha; e) Dinamizar Percursos Pedestres, Casas rurais e Actividades de Animação Turística com vista à criação de riqueza e Postos de Trabalho; f) Criar mais Cursos de Formação Profissional, g) Dinamizar actividades de caça, pesca, h) Limpeza permanente de caminhos agro/florestais, i) Gabinete permanente de apoio à população/delegação da Junta…

COM O VOSSO APOIO VAMOS CONSEGUIR MAIS EMPREGO / MAIS DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO/SOCIAL E CULTURAL

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

TRANSPORTES URBANOS DA COVILHÃ

No passado mês de Julho a Câmara Municipal da Covilhã renovou o contrato provisório com a nova concessionária dos transportes colectivos urbanos da Covilhã. Este contrato é provisório pois resulta da enorme trapalhada gerada pela maioria PSD na autarquia no âmbito dos procedimentos administrativos com vista a nova concessão.

Como é do domínio público, os Transportes Colectivos da Covilhã estavam concessionados, até finais de 2008, à  empresa Transcovilhã. Tendo terminado o contrato com essa concessionária, foi aberto concurso, tendo sido fixadas as condições consideradas necessárias para a concessão deste serviço público de transportes. Uma das condições impostas foi a necessidade de utilização de viaturas novas, mais amigas do ambiente e com acessos facilitados a cidadãos com mobilidade condicionada. Entendemos que face às inúmeras queixas que os covilhanenses apresentavam do serviço a revisão das condições de concessão era não só desejável mas mesmo imprescindível. No entanto, e em paralelo com a trapalhada resultante do modo como o concurso foi lançado e acompanhado, o contrato que veio a ser celebrado com a nova concessionária revela-se desastroso para os cofres do município e para o futuro dos covilhanenses. 

O contrato celebrado com a nova empresa concessionária implica o pagamento de uma subvenção, actualizada anualmente, de mais de 38 mil euros mensais. No prazo do contrato a Câmara Municipal da Covilhã pagará mais que o valor de custo das viaturas a serem compradas! Para além do habitual compromisso de passageiros por ano e dos passes sociais financiados pelo município, nos próximos dez anos os covilhanenses vão pagar mais de 4 milhões e meio de euros a esta empresa!

Não sendo já estes valores completamente absurdos e incomportáveis para uma autarquia endividada, de resto inexistentes até agora no contrato vigente com a Transcovilhã, a Câmara da Covilhã celebrou dois contratos provisórios com a nova empresa concessionária, sem consultar os outros concorrentes, em que pagou um valor mensal de 37500 euros no primeiro contrato e de 57500 euros (!!!) mensais no segundo contrato, bem acima do estipulado no contrato definitivo.

Não percebemos que valores subsistem na assinatura destes dois contratos, pois estava acordado com a anterior concessionária Transcovilhã que esta se manteria em funcionamento até à entrada em vigor do contrato definitivo. O resultado prático desta gestão foi que a Câmara da Covilhã ficou sem 190 mil euros, a Empresa e os seus accionistas têm mais 190 mil euros e autocarros novos nem vê-los. A maioria PSD na autarquia ao não acautelar os interesses dos covilhanenses demonstrou, no mínimo, incapacidade para gerir este processo.

O Partido Socialista, em sede própria, através dos seus eleitos, questionou o Executivo camarário sobre esta matéria mas a resposta, como sempre, foi evasiva.

Da análise do contrato definitivo estabelecido entre a Câmara da Covilhã e a empresa, e em virtude da diminuição do preço dos combustíveis, o valor da subvenção deveria ser de cerca de 30500 euros e não os actuais 57500 que a Câmara paga neste contrato provisório.

Vamos aguardar para termos conhecimento sobre qual o valor efectivo da subvenção paga pela Câmara à Empresa agora que tem o aval do Tribunal de Contas. Nessa altura, poderemos avaliar ainda com maior objectividade a forma desastrosa como a maioria PSD conduziu este processo.  

Na nossa perspectiva, com os valores agora contratualizados, seria possível constituir uma empresa pública que fornecesse o mesmo serviço por 10 anos e outros 10 anos ainda com o mesmo nível de investimento (uma vez que as viaturas não serão certamente renovadas todos os anos).

Este contrato estabelecido com a Empresa é um mau contrato para a autarquia, uma vez que se verifica, desde logo, que a Câmara da Covilhã paga directamente, por via da subvenção, mais que o investimento realizado em novas viaturas, e a actualização da subvenção, para além da actualização contratualizada para as tarifas, inflaciona ainda mais as receitas da empresa.

Com um endividamento colossal que coloca a Câmara Municipal da Covilhã no podium dos dez municípios mais endividados do país continuamos a assistir a novas diligências da maioria PSD para consolidar e reforçar esta posição. Estamos contra este endividamento e contra esta forma de gestão de dossiers estruturais para o desenvolvimento e bem-estar dos covilhanenenses.

Por isso, entendemos que está na hora da mudança. Esta na hora de entrarmos num novo ciclo de mudança.

Covilhã, 24 de Agosto de 2009 

A CPC do PS Covilhã

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 21:00

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Junho de 2009

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

 

 

 

 

“ESTRADA CORTES/SERRA DA ESTRELA”
A MONTANHA PARIU UM RATO

 

Na passada semana, depois de abrir a sua caixa do correio, deparou-se com uma carta da Câmara Municipal da Covilhã e da Junta de Freguesia de Cortes do Meio. Tal missiva, com um conteúdo mais eleitoralista do que informativo, levantou uma série de dúvidas que urge esclarecer:

 

1-Em 2001 a estrada entre as Cortes do Meio e as Penhas da Saúde foi uma promessa eleitoral. Tal promessa tinha por base uma estrada que permitiria o desenvolvimento económico e turístico da freguesia. Todos nós imaginávamos que esta estrada faria parte de uma dinâmica de desenvolvimento sustentado da nossa Terra.

 

2-Passados 8 anos essa promessa eleitoral renasceu e o senhor Presidente da Junta anunciou, na última Assembleia de Freguesia e nos Órgãos de Comunicação Regional que ia abrir concurso público para essa obra. Logo na altura foi visível tratar-se de um concurso fictício e tão só para iludir a opinião pública e enganar os eleitores.

 

3-Agora, já não há concurso público nenhum, a Câmara e a Junta vêm dizer que se irá fazer uma requalificação duma plataforma. Mas o que quer dizer este nome pomposo? Que plataforma é essa? Não é mais nem menos do que um caminho florestal já existente. E o que a Câmara se propõe fazer é, apenas, terraplenar e cobrir com tout-venant (brita) este caminho florestal. Esta obra pode melhorar o combate a incêndios e a defesa da floresta, mas não possibilitará, desde logo, o trânsito a automóveis pesados e os ligeiros circularão com muita dificuldade. Este melhoramento servirá, apenas e só, para facilitar a circulação dos veículos todo o terreno. Afinal a montanha pariu um rato. Assistimos apenas a tentativas de enganar as pessoas.

 

4-Economicamente, mesmo que a obra em causa fosse uma estrada (que foi o que havia sido prometido em 2001) e não um caminho, que vantagem traria para a freguesia de Cortes? Poderá o Sr. Presidente de Junta explicar? Quantos postos de trabalho irão ser criados? De que maneira irá contribuir para a riqueza da freguesia e dos seus habitantes, se o seu traçado é muito distante das aldeias e do Vale da Ribeira de Cortes.


5 - Existem vários exemplos de acessibilidades que, feitos sem o devido estudo de impacto económico-financeiro, não trazem qualquer tipo de mais-valias. É disso exemplo a via que atravessa a Nª Sra. do Desterro, em Seia, que serve apenas de passagem àqueles que logo pela manhã vão a caminho da neve, e à tarde regressam a suas casas, não se conhecendo quaisquer efeitos múltiplos e mais-valias na economia local.

De tudo o que temos visto, ouvido e lido isto não é mais que um número político, com a finalidade de influenciar o sentido de voto. Pergunte-se aos nossos desempregados e aos nossos jovens que se vêm forçados a abandonar a nossa terra, de que modo este caminho irá influenciar o seu futuro.
O Sr. Presidente de Junta ao revelar que esta obra foi o seu maior contributo para o desenvolvimento da freguesia de Cortes é absolutamente ridículo e só demonstra a sua ignorância no que diz respeito à visão estratégica do desenvolvimento da nossa freguesia, o que não admira, pois confunde Varanda com Vale dos Pastores, desconhece as potencialidades e as riquezas do vale da Ribeira das Cortes e que esta freguesia, ela própria, já é Serra da Estrela e parte integrante do seu Parque Natural.

A verdadeira via de acesso/estrada que contribuiria para o Desenvolvimento Sustentado da Freguesia (Turismo, Fixação de pessoas, criação de riqueza, mais emprego…) seria a Estrada Panorâmica com vistas para o Vale da Ribeira de Cortes, com passagem pelos seus principais núcleos urbanos e com o seguinte traçado: Cruzamento de Cortes, estrada Municipal até ao sítio da Má-Hora, aqui seguindo pela antiga estrada das Malhadas/1.ª estrada Cortes/Bouça, passando pela Carvalheira, pelos Seixinhos Brancos, continuando pelo Baldio, sempre que possível sem perder a vista do Vale da nossa ribeira, até á recta do Dr. António, nas Penhas da Saúde. Esta estrada, (com mais um ou outro ramal adjacente) sim, influenciaria decisivamente o desenvolvimento da Freguesia, as casas Agro/Rurais do Vale transformar-se-iam em TER – Turismo Em Espaço Rural e os seus recursos naturais (Percursos Pedestres, Pesca, Caça, Património ambiental, Arquitectónico, Gastronómico…) seriam rentabilizados criando mais riqueza e mais postos de trabalho. (ver planta anexa do traçado).

 

Esta é mais uma boa razão para afirmarmos;

MUDANÇA É NECESSÁRIA


Sinceros e cordiais cumprimentos


Jorge Martins Timóteo, Paulo Pina, José Armando Reis, Ângela Esteves, Ilídio Reis e Rui Santos

 

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 19:37

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2009

CORTES DO MEIO / A MUDANÇA NECESSÁRIA

PRIMEIROS TRÊS CANDIDATOS Á ASSEMBLEIA/JUNTA DE

FREGUESIA

 

 

 

 

 

 

                         Jorge Timóteo             Paulo Pina         José Armando Reis                                

Porque é urgente e necessário mudar para fixar mais população, especialmente jovens, elevar a qualidade de vida e salvar algumas instituições da nossa freguesia, aqui estamos disponíveis para trabalhar e a todos servir com a nossa capacidade, vontade, competência, dedicação, saber e experiência.

 

10 Razões para a nossa candidatura. O que é preciso fazer e já.

1 - Criar mais emprego, 2- Melhorar a qualidade de vida das pessoas, 3 – Construir, de novo e de raiz, uma sede de Junta e um Posto Médico,  4 – Há Associações na freguesia para salvar porque correm o risco de fechar se esta Junta continuar, 5 – Criar Centros de Interpretação da ribeira com postos de promoção turística, no Ourondinho, Penhas da Saúde e Cortes de Baixo , 6 – Requalificar edifícios e espaços devolutos na freguesia como é o caso da Escola e Jardim de Infância de Bouça, criando aí um Centro de Interpretação de Actividades de Montanha e Abrigo de Juventude, 7 – Criar um consórcio entre a Junta, associações e empresas para promover, aproveitar e  rentabilizar economicamente os recursos ambientais e patrimoniais da freguesia, 8 – Trazer mais Cursos de Formação para a freguesia, 9 – Mudar e requalificar o campo de tiro, 10 – Apoiar as colectividades e associações  com orçamentos anualizados.  

COM O VOSSO APOIO, VAMOS MUDAR E TODOS FICAMOS A GANHAR

 

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

PS CORTES DO MEIO - 8.º COMUNICADO À POPULAÇÃO E NOTA DE IMPRENSA

 

ESTRADA CORTES/PENHAS - UM CONCURSO FÍCTÍCIO? OU PARA INGLÊS VER?

 

Perante o que se passou na última Assembleia de Freguesia, o Secretariado do PS/ Cortes do Meio vem Junto da População e da Comunicação Social esclarecer:


1 – Nos últimos oito anos, não se conhece nem conheceu à Junta de Freguesia golpe de asa ou iniciativa capaz de captar um único grande projecto para a freguesia, antes pelo contrário tentou travar e prejudicar as obras e grandes empreendimentos que se puseram de pé e que não são da sua autoria ou iniciativa (Lar de Idosos, Centro de Apoio ao Desenvolvimento Rural, Electrificação Rural da Bouça velha e Courelas, Escola de Música…);


2 – Pensávamos que era agora que íamos ter um grande projecto desta Junta, mas pelos vistos ainda não é desta;


3 – Na sua proposta e Nota de Imprensa, a Junta de Freguesia diz que abre concurso porque o Projecto foi candidatado ao QREN e que vai ter apoio da Câmara Municipal. Questionámos qual o programa onde se candidatou e quem é o promotor do projecto, mas o senhor Presidente de Junta não respondeu. Quanto ao apoio da Câmara, todos ouvimos, o seu Presidente, nos 150 anos da freguesia, nas Cortes, dizer que esta não é uma obra prioritária;


4 – Todas e quaisquer acessibilidades são de louvar, contudo desconhecemos os estudos, impactos e contributos desta obra para o desenvolvimento económico, social, cultural e ambiental de Cortes e freguesias vizinhas, pois o seu traçado nem sequer contacta com nenhuma aldeia da freguesia;


5 - Não restam dúvidas que foi apenas com o objectivo de fazer um número político, que a J. de Freguesia de Cortes levou à Assembleia de Freguesia uma proposta de alteração orçamental com vista à abertura de um concurso público para arrematação da estrada Cortes/Penhas;


6 – Abrir concurso para uma obra que não tem um cêntimo de financiamento garantido não passa de pura ficção política ou tentativa de arrematação “para inglês ver”.
Face ao exposto, o PS não teve outra alternativa que não fosse a abstenção.
(O Desenvolvimento Económico de toda e qualquer comunidade passa por projectos que criem postos de trabalho. Queremos e podemos elevar a qualidade de vida da nossa população e implementar iniciativas que criem mais emprego. Em breve apresentaremos mais propostas nesse sentido).


(SÓ FALTAM SEIS MESES PARA AS ELEÇÕES. COM O VOSSO APOIO VAMOS CONSEGUIR MUDAR E TODOS FICAMOS A GANHAR)


Saudações Amigas e Solidárias.
O Secretariado da Secção do PS/Cortes: (Paulo Pina, José Armando S. Reis, Ilídio Reis, Rui Santos e Angela Esteves).
Maio de 2009

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

7º COMUNICADO À POPULAÇÃO

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Março de 2009

6.º COMUNICADO À POPULAÇÃO

 

pscortes@iol.pt /pscortesdomeio.blogs.sapo.pt
SECÇÃO DE CORTES DO MEIO
6.º COMUNICADO À POPULAÇÃO
CARTA ABERTA À JUNTA DE FREGUESIA

Exmºs Senhores membros da Junta de Freguesia,


No que respeita às tão propaladas obras no edifício onde se encontra a Sede da Junta, queiram lá ter em conta:


1- Na transição de poderes, Há 8 anos, V.Ex.ªs receberam da Junta Anterior, aproximadamente, 10 mil contos prontinhos a gastar; Hoje, é sobejamente conhecido, que se preparam para passar a pasta com alguns milhares de contos de dívidas;


2- Se não têm dinheiro, é melhor parar, pensar e pagar a quem devem;


3- Se não são capazes de fazer uma Sede de Junta Nova, deixem o nosso Povo escolher e dizer se quer o PS e uma Sede de Junta Nova e Digna ou se prefere a actual Junta/PSD e uma Sede Velha e remendada;


4- Faltam apenas meia dúzia de meses para as eleições, por isso é de bom senso deixar o Povo escolher e optar entre uma Junta sem ambições e uma Junta das Grandes obras e Realizações;


5- Urge fazer uma Sede de Junta Nova, porque é necessário deixar o Grupo Desportivo Estrela de Cortes com mais espaço e com uma Sede Condigna para que possa continuar a realizar o Excelente trabalho que está a desenvolver no campo desportivo e cultural e particularmente em prol dos nossos jovens. O Estrela merece todo o espaço, pois todo o Povo sabe que antes de a Junta ir para este edifício já o Estrela de Cortes se lá encontrava.

 

 

(Não queremos uma Sede de Junta velha e sem dignidade. Queremos e podemos construir uma Sede Nova, com um Posto Médico confortável, funcional, com uma área de lazer e cultura).

O Secretariado da Secção do PS/Cortes: (Paulo Pina, José Armando S. Reis, Ilídio Reis, Rui Santos e Angela Esteves).
Março de 2009

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

COMUNICADO DE IMPRENSA 1/2009

 

pscortes@iol.pt/pscortesdomeio.blogs.sapo.pt

SECÇÃO DE CORTES DO MEIO

COMUNICADO DE IMPRENSA 1/2009

 A Assembleia Geral de Militantes da Secção do PS de Cortes do Meio, em reunião geral de13 de Fevereiro de 2009, tomou as seguintes deliberações para as quais solicitamos a melhor divulgação:

1 – Sem votos contra nem abstenções, votou para Secretário-geral do Partido, José Sócrates e elegeu como delegados ao XVI Congresso Nacional do Partido Socialista José Armando Serra dos Reis e Ângela Filipa Barata Esteves, em lista adstrita à Moção Global de Estratégia cujo primeiro subscritor é o actual Secretário-geral;

2. – No que respeita às Eleições para a Assembleia de Freguesia de Cortes do Meio, deliberou criar um grupo de trabalho composto por militantes e alguns independentes com o objectivo de Indigitar o cabeça de lista e restantes candidatos a anunciar publicamente, mas só depois de eleita e empossada a futura Comissão Concelhia do PS Covilhã;

3. – Foi Aprovada a linha de Estratégia do Secretariado da Secção de Cortes sobre as Acções de Informação junto da População da Freguesia que devem continuar, com as propostas tendo em vista o programa eleitoral;

5. – Na análise da política local, foi aprovada uma moção de incentivo e apoio ao camarada Miguel Nascimento para que assuma a candidatura a Presidente da Concelhia da Covilhã e consequentemente cabeça de Lista do PS à Câmara Municipal da Covilhã. Para os militantes de Cortes, Miguel Nascimento é o militante com melhores provas dadas na oposição à actual maioria Municipal e tem feito um excelente trabalho como Director do IPJ do Centro.

 

Saudações Socialistas, Amigas e Solidárias

O Secretariado: (Ilídio Reis, Paulo Pina, Ângela Esteves, RuiSantos e José armando Reis)

14/02/2009

 

publicado por Partido Socialista - Secção de Cortes do Meio às 09:00

link do post | comentar | favorito

Este é o Blog Oficial do PS/Cortes do Meio, onde todos os cortenses podem e devem fazer chegar sugestões e propostas que contribuam para o desenvolvimento da nossa freguesia.

Se vives fora do país, é igualmente importante a tua opinião.

Por isso não te esqueças de enviar as tuas ideias, mesmo aquelas que te pareçam de díficil execução, para:

pscortes@iol.pt

ou pscortesdomeio@sapo.pt.

.Composição dos Orgãos da secção do PS / Cortes do Meio

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL DE MILITANTES

- José Armando Serra dos Reis

- Gracinda Abelho Cunha

- Jorge Filipe Alves Marques

SECRETARIADO

- Ilídio Moisés Serra dos Reis - Coordenador da Secção

- Jorge Ricardo Gouveia Viegas

- Ângela Filipa Barata Esteves

- Alexandre Manuel Esteves Barata Ramos

- Maria de Jesus Marques Esteves Alves

.

MEMBROS DA BANCADA DO PARTIDO SOCIALISTA NA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE CORTES DO MEIO

- Paulo Mendes Pina

- Ângela Filipa Barata Esteves

- Ilídio Moises Serra dos Reis

.pesquisar

 

.A Internacional Socialista

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.posts recentes

. COMUNICADO 16

. AUTÁRQUICAS 2009 - PS COR...

. TRANSPORTES URBANOS DA CO...

. CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

. ...

. PS CORTES DO MEIO - 8.º C...

. 7º COMUNICADO À POPULAÇÃO

. 6.º COMUNICADO À POPULAÇÃ...

. COMUNICADO DE IMPRENSA 1/...

.arquivos

.mais sobre mim

.subscrever feeds

.tags

. autarquicas 2009

. ps/covilha

. assembleia de freguesia

. camara da covilha

. junta de freguesia

. legislativas 2009

. partido socialista

. presidênciais 2011

. a verdade da mentira

. ps

. comunicado

. js covilha

. presidenciais 2011

. promessas

. congresso nacional

. eleições

. ps/cortes/covilha

. divulgação

. ps/cortes/

. comunicação social

. todas as tags